Por Paulo Medeiros*


Neste primeiro contato, apenas para reflexão de cada um vou fazer uma simples pergunta: Porque você treina Taekwondo?

A resposta pode ser fácil?

Se pararmos para refletir o porquê praticamos esta arte, por um momento, não saberíamos a resposta, ou pelo menos não teríamos uma resposta concreta. De imediato, teríamos muitas respostas, talvez algumas bem lógicas pelo reforço dos argumentos, outras nem tanto, quer ver?

A título de reflexão, vamos citando alguns exemplos, ao mesmo tempo, rebatendo-os ou fazendo um contra ponto.

1º - Eu pratico taekwondo para me defender.

Essa resposta é uma furada, pois depois da pólvora e da covardia, ninguém sai mais trocando tapas como naqueles filmes de ação. O negócio na vida real é mais sério, se você agride alguém, mesma em legítima defesa, vai ter uma dor de cabeça enorme com a justiça, e se pensarmos no pior o agredido vai querer se vingar. Então, aprender a me defender pode não ser um bom argumento para se treinar taekwondo.

2º - Eu pratico taekwondo para manter minha forma física e mental.

Hoje podemos duvidar se realmente temos esses benefícios ao treinar, pois os alunos são vistos como objetos/máquinas de rendimento. Para orgulho próprio ou de alguns professores, nunca se viu tanta contusão, tantos traumas físicos, e sem falar no que não aparece, como o psicológico do aluno, porque os que não atingem os objetivos são naturalmente ‘excomungados’ da condição de ‘super campeões’.

3º - Pratico porque é uma arte interessante.


Realmente dentre os argumentos até aqui apresentados, este é o mais aceitável. O Taekwondo é uma arte muito interessante, tanto no seu aspecto filosófico, como no técnico, mas, nos dias de hoje ele perdeu muito da sua essência de arte marcial, hoje este esporte é puro comércio. As academias são fábricas de campeões, onde os alunos, depois de manufaturados, viram produtos, e são barganhados, disputados e comprados pelos que têm poder ou por interesses próprios. Os alunos não têm culpa, pois convivem com uma realidade dura demais, como a falta de material e incentivo para continuar. Quando aparece algo melhor, é lógico que eles abraçam, e serão vangloriados até que apareça o próximo para substituí-lo e numa fração de segundos serem esquecidos. Então, praticar taekwondo é interessante para os ditos poderosos, pois se aproveitam de suas posições, muitas vezes indevidamente conquistada, para manipular tais atletas, enquanto for interessante e conveniente.

Não ficarei enumerando infinitas argumentações para se treinar ou não está art. Acredito que a resposta que cada um der é a ‘sua resposta’ e isso já basta. Acho que ao analisarmos a palavra ‘TAE’ ‘KWON’ ‘DO’, e vermos que significa: PÉ, MÃO e CAMINHO. Observaremos que já possuímos os pés e as mãos, o que falta - e de fundamental importância - é escolhermos este ‘caminho’, e o Taekwondo tem um caminho para nos mostrar, basta sabermos enxergar e discernir.

O taekwondo é mais do que simplesmente, treinar, treinar e conseguir uma medalha. Daí vem outra pergunta:

O que seria o taekwondo então?

Responderei simplesmente que é uma arte onde te dá a oportunidade de se superar, de se realizar, de achar amigos que tenham um mesmo ideal, uma família, uma forma de canalizar suas energias, uma forma de fazer algo de bom, uma forma de ajudar alguém, resumindo, uma expressão do existir.

Seja qual for sua resposta ela estará certa, mas se entendermos melhor o porquê fazemos algo, poderemos nos conhecer e nos entender melhor, e assim permitir que nosso olhar se torne diferente, assim poderemos entender nossas fragilidades e egoísmos e darmos a volta nisso.

Somos fracos, mas podemos melhorar.

Somos egoístas, mas podemos entender o outro.

Depende de mim... Depende de você...Depende de nós.

 

Até a próxima!

 

* Paulo de Medeiros - É Faixa Preta de Taekwondo (KKW) e atua na Região do Seridó (RN) há quase duas décadas no fomento da modalidade.

 

Nota da Redação:

  • O Tkdlivre, não necessariamente concorda com o conteúdo dos artigos publicados e assinados neste Site. O artigo em questão reflete exclusivamente a opinião do autor, e assim, da sua inteira responsabilidade.
  • De qualquer forma, aos questionamentos que este artigo sugere o Tkdlivre, se coloca de antemão, a disposição para, a quem interessar possa, exercer o Direito de Resposta ou fazer o Contraditório.